Lira de 5,6% aponta alto risco de infestação do mosquito da dengue em Nova Londrina

O levantamento foi feito entre os dias 08 á 12 de janeiro

Por Ademir Zilio 14/01/2018 - 10:41 hs
Foto: divulgação
Lira de 5,6% aponta alto risco de infestação do mosquito da dengue em Nova Londrina
Fumacê

Segundo o LIRA (Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti) há um apontamento de 5,6% de risco de infestação do mosquito no município de Nova Londrina. O resultado do relatório alerta: Alto Risco de Forma Preocupante.

O levantamento foi feito entre os dias 08 á 12 de janeiro. O coordenador do controle de endemias, Marcelo Aparecido Dutra se mostrou mais que preocupado, e á  redação do site da prefeitura de Nova Londrina destacou: “Foram visitados 437 imóveis da cidade. De cada 100 casas visitadas, como nosso índice deu 5.6, quase seis imóveis de cem residência visitadas foram encontrados o foco do mosquito Aedes Aegypti. É preocupante e alarmante”. 

“Nós precisamos redobrar nossa atenção ao máximo, por que o município corre um risco de ter um surto de dengue rápido. É preciso arregaçar as mangas e continuar o trabalho.” Alertou Marcelo Dutra, coordenador da epidemiologia.

 

Segundo Dutra, os dados já foram encaminhados ao gabinete do prefeito, ministério público, vigilância sanitária e epidemiológica e a todo corpo de secretariado da prefeitura de Nova Londrina. “Nós precisamos redobrar nossa atenção ao máximo, por que o município corre um risco de ter um surto de dengue rápido. É preciso arregaçar as mangas e continuar o trabalho.”  alertou o coordenador.

Terrenos vazios pode ser um problema para muita gente, mas note que usamos a expressão “pode ser”, isto porque nem todos os terrenos vazios apresentam irregularidades ou algum tipo de problema para as pessoas que moram perto. O problema é maior quando o terreno é baldio. A palavra baldio indica algo que não é usado ou cuidado como deveria ser, ainda aplica-se como definição desta palavra no sentido de terreno aquilo que é usado coletivamente.

Os principais problemas que podem ser encontrados em terrenos baldio são:

Acúmulo de lixo: Muitos terrenos acabam virando depósito de lixo, o que é um absurdo em termos higiênico e sanitários.

Mato alto: O mato alto é outro problema comum, especialmente no período do verão onde as muitas chuvas contribuem para o crescimento das plantas e ervas daninha.

Uso coletivo para fins indevido: Não são incomuns as pessoas usarem terrenos baldios para consumo de drogas, prática sexual e outras atividades indevidas.

Animais peçonhentos: Com a sujeira, mato alto e a falta de higiene é comum aparecerem os animais peçonhentos, moscas e outros tipos de animais que podem transmitir doenças como o mosquito da dengue (se houver objetos para acúmulo de água), entre outros.

Providências, de quem cobrar?
A responsabilidade pela manutenção e conservação de terrenos é exclusiva do proprietário, que deve prover o fechamento do terreno com muro e cuidar da limpeza interna dele. Quando este não exerce sua responsabilidade, o melhor caminho é notificar a prefeitura que tomará as ações cabíveis no sentido de multar e obrigar o proprietário a cuidar do terreno.

Fiscalização

Cabe aos vizinhos e pessoas interessadas observar qualquer irregularidade em terreno baldio próximo de sua casa ou ambiente de trabalho e notificar em primeiro lugar o próprio proprietário e na recusa ou na impossibilidade de localizá-lo, à prefeitura para que esta tome as devidas providências.

Fonte Assessoria de Comunicação