Tião Medeiros discute aproximação de produtores rurais do Noroeste e unidades do Ceasa

Para Tião Medeiros, a região Noroeste tem um grande potencial de produção, mas que muitas vezes não é explorado em sua totalidade

Por Ademir Zilio 19/12/2017 - 18:16 hs

O deputado estadual Tião Medeiros (PTB) se reuniu na terça-feira (12), em Curitiba, com uma comitiva de prefeitos da região Noroeste e com o diretor-presidente da Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), Natalino Avance de Souza, e com o diretor técnico do órgão, Éder Eduardo Bublitz, para discutir a aproximação de produtores da região Noroeste com os centros de distribuição do Ceasa no Estado. O objetivo é melhorar a distribuição de produtos do Noroeste em todas as regiões do Paraná, principalmente da mandioca de mesa, laranja, abacaxi e hortifrutigranjeiros.

Participaram do encontro os prefeitos de Paranavaí, Delegado KIQ, de Nova Esperança, Moacir Olivatti, de Alto Paraná, Miro Santana, de Loanda, Sargento Santos, de Porto Rico, Evaristo Volpato, de São João do Caiuá, José Carlos Maia, de Itaúna do Sul, Evandro Marcelo da Silva, e de Santo Antônio da Caiuá, Osmar Stachovski. A reunião foi realizada no centro de distribuição do Ceasa em Curitiba.

Para Tião Medeiros, a região Noroeste tem um grande potencial de produção, mas que muitas vezes não é explorado em sua totalidade. “Estamos trabalhando para fazer esta ligação entre o pequeno produtor e o mercador consumidor, buscando assim alternativas de renda para o homem do campo”, explicou o deputado.

Para o diretor-presidente do Ceasa, o órgão tem extremo interesse em ajudar os produtores da região. “O Ceasa tem esse caráter de funcionar também como um agente de políticas públicas. Muitas vezes, comercializamos produtos de outros estados e que poderiam ser do Paraná”, disse. Para o diretor técnico, a região leva outra vantagem em relação a outras: a duplicação da BR-376. “O Noroeste tem uma vantagem logística grande, com uma rodovia duplicada até Curitiba. Isso barateia o frete e aumenta a competitividade”, lembrou.

“Queremos estreitar a relação entre o produtor de nossa região e os compradores e distribuidores, principalmente de Curitiba e região metropolitana. Dessa forma, pretendemos melhorar a remuneração do pequeno produtor, que vai passar a vender diretamente no Ceasa”, avaliou Tião Medeiros.

Atualmente o Ceasa conta com cinco unidades atacadistas no Estado, sendo uma em Curitiba, uma em Londrina, uma em Maringá, uma em Cascavel e uma em Foz do Iguaçu. Nestes espaços se concentra a comercialização de hortigranjeiros no atacado, realizados por comerciantes, atacadistas e produtores rurais.